Blog da Crédito Folha

Cartão de crédito ou CDC qual é o melhor para mim?

Cartão de crédito e CDC (Crédito Direto ao Consumidor) são duas modalidades de crédito muito populares no Brasil. Apesar disso, nem sempre as características de cada uma delas são conhecidas por aqueles que as utilizam ou pretendem utilizá-las.

Por isso, apresentaremos, neste texto, as características, vantagens e desvantagens dessas modalidades, para que você possa decidir qual das duas atende melhor aos seus objetivos. Vamos lá? Continue conosco!

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

Definição

O CDC é uma modalidade de crédito que é contratado quando o consumidor realiza a compra de um produto ou serviço.

Em outras palavras, o CDC é um empréstimo concedido em forma de crédito para que o consumidor que não dispõe de recursos para fazer o pagamento à vista possa realizar suas compras, que são parceladas, existindo a incidência de juros e taxas sobre as parcelas.

No Brasil, a modalidade mais comum de CDC é o crediário, oferecido por lojas dos mais variados segmentos.

Como contratar

Esse segmento de crédito é oferecido pela maioria das lojas de departamentos, mas também pode ser oferecido por:

– Bancos;

– Cooperativas de crédito;

– Instituições financeiras.

As regras que estabelecem o método de análise de crédito, o número de parcelas que são aceitas e o valor da taxa de juros são variáveis.

Vantagens

– Consumidor adquire o seu produto no ato da compra, sem precisar pagar nenhum valor inicialmente, na maioria dos casos;

– Dependendo da compra, não é preciso comprovar renda para obter essa modalidade de crédito;

– As condições de pagamento são facilitadas e personalizáveis;

– É possível antecipar o pagamento das parcelas sem burocracia.

Desvantagens

Taxas de juros podem ser muito altas se o parcelamento for feito em muitas vezes;

– Facilidade de adesão pode causar compulsão por compras por parte do consumidor, o que pode comprometer seriamente a sua renda mensal;

– Algumas instituições financeiras só liberam o CDC depois de criteriosa análise de crédito;

– No caso de bens de alto valor, como automóveis, por exemplo, o próprio bem é utilizado como garantia, podendo ser confiscado pela instituição financeira em caso de não pagamento da dívida.

Cartão de crédito

Definição

Cartão de crédito é uma modalidade que consiste em um meio de pagamento com valor de crédito pré-aprovado. Assim, o cliente realiza as suas compras e faz o pagamento na data do vencimento da fatura do cartão.

Tanto Pessoas Físicas quanto Jurídicas podem ter cartões de crédito. É importante ressaltar que, além das compras, algumas taxas poderão constar na fatura do cartão de crédito, tais como:

– Anuidade;

– Taxa de cobrança por pagamento de contas;

– Taxa de avaliação emergencial de crédito;

– Taxa de saque realizado;

– Entre outras.

Como contratar

Algumas instituições financeiras oferecem a possibilidade de contratação de cartão de crédito via internet, mediante o preenchimento de formulário com algumas informações básicas. Caso não existam restrições de crédito, o pedido é aprovado e o cliente recebe seu cartão em casa.

Outra possibilidade é contratar cartões nos bancos em que se é correntista. Nesses casos, as chances de aprovação são bem maiores.

Vantagens

– Possibilidade de fazer compras sem precisar dispor do valor em dinheiro no momento da compra;

– Versatilidade, já que os cartões de crédito são aceitos em praticamente todos os estabelecimentos;

– Possibilidade de acumular milhas, pontos ou ter cashback;

– Possibilidade de fazer compras parceladas sem juros quando o estabelecimento que você está comprando oferece este benefício;

– Segurança, uma vez que dispensa a necessidade de ter dinheiro em mãos.

Desvantagens

– Os cartões de crédito podem estimular as compras por impulso;

– Em caso de não pagamento do valor integral da fatura ou atrasos no pagamento, a incidência de juros é muito alta;

– Cartões de crédito são constantemente alvo de fraldes, como a clonagem;

– Negativados raramente conseguem aprovação ao solicitar um cartão de crédito.

Qual escolher?

Após analisar as características de cada modalidade de crédito, é importante, para fazer uma boa escolha, que você esteja atento ao seu Planejamento Financeiro, não comprometendo em mais de 30% a sua renda mensal.

Além disso, priorize, sempre que possível, o pagamento à vista de suas compras, para evitar endividamento e transtornos futuros.

Ficou interessado pelo assunto? Quer saber mais sobre a obtenção de crédito financeiro?  Cadastre-se aqui!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.