Blog da Crédito Folha

Fazer um empréstimo para refinanciar dívidas é uma boa opção?

Dívidas sempre ocasionam bastante dor de cabeça. Algumas pessoas também recorrem a medidas desesperadas na tentativa de quitá-las. Empréstimos não são incomuns nesse panorama.

E aí reside o problema. Não exatamente o fato de fazer o empréstimo, mas a forma como este pode ser negociado.

Confira como funciona um empréstimo para refinanciar dívidas e se é vantajoso – ou não – recorrer a esta alternativa.

O que é um empréstimo para refinanciar dívidas?

O empréstimo para refinanciar dívidas consiste em uma verba para quitar uma pendência anterior por meio de uma instituição financeira diferente.

Normalmente, recorre-se a este tipo de empréstimo quando o cartão de crédito está no rotativo, se perdeu a mão no cheque especial, as dívidas chegaram a uma taxa altíssima de juros, entre outras situações.

Pessoas que precisam limpar o nome por conta de alguma situação também tendem a recorrer ao empréstimo para quitação de dívidas.

Vale a pena fazer um empréstimo para quitar dívidas? Não existe uma resposta clara para tal questionamento.

Tudo depende da situação, mas é inegável que em determinadas situações recorrer a um empréstimo é inevitável. Contudo, é preciso saber em quais situações essa opção é viável e como proceder da melhor forma visando evitar novas dores de cabeça.

Quando é vantajoso o empréstimo para pagar dívidas?

O empréstimo para pagar dívidas é vantajoso quando o juros do empréstimo que você está solicitando é menor que o juros da dívida atual e, também, se o novo empréstimo irá cobrir integralmente o valor da dívida.

Mas é importante ficar atento ao valor da parcela do novo empréstimo para verificar se você tem condições de arcar com este compromisso mensal para não se complicar ainda mais e gerar mais dívida.

É preciso averiguar também o número de parcelas possível. Isso ocorre porque é preciso assegurar se existe tempo hábil e planejamento para quitar o débito.

Também é crucial verificar as tarifas a serem cobradas. Se os valores em questão forem menores do que as taxas da dívidas, o investimento é válido.

Outra alternativa viável para recorrer a tal empréstimo se refere à portabilidade de crédito. Este tipo de alternativa é válida quando a nova instituição de crédito oferece taxas mais baixas e melhores condições para você continuar cumprindo o pagamento da sua dívida.

Afinal quem tem diferentes pendências financeiras, por exemplo – dívidas com cartões de crédito distintos – recorrer a um empréstimo acaba sendo uma alternativa assertiva.

Para quem deseja limpar o nome com certa urgência, recorrer a empréstimo é uma decisão inevitável também. Ter o nome negativado em instituições de proteções ao crédito traz vários problemas e impedimentos.

O empréstimo, portanto, configura uma alternativa rápida para quem deseja ficar com o “nome limpo”. E sim, existem alternativas de empréstimos para quem está com o nome em instituições de proteções ao crédito, embora haja burocracias a mais.

Contudo, é imprescindível ter precaução para fazer empréstimos. O anseio em quitar as pendências financeiras pode levar pessoas a caírem em golpes, negociando créditos fáceis e de qualquer forma.

Conheça nosso negócio

Somos uma plataforma de crédito que visa simplificar o crédito consignado privado e atuamos de forma bastante abrangente. Acesse nosso endereço eletrônico e se informe acerca de nossos serviços e oportunidades. Entre em contato com nossa equipe e conheça melhor nossos serviços.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.