Blog da Crédito Folha

Saiba como Reduzir os Juros de um Crédito Pessoal

Em muitos momentos da vida das pessoas é necessário ter um montante de capital financeiro para tornar real alguns projetos e avançar em algumas etapas. No entanto, nem sempre é possível ter em mãos todos os recursos financeiros necessários para tirar do papel alguns desses projetos.

Assim o crédito pessoal exerce função fundamental nesse aspecto, no entanto, por ser uma operação de crédito está sujeito à cobrança de juros. Mas você sabe como reduzir os  juros de um crédito pessoal? Para saber como proceder, confira agora mesmo neste artigo que a Crédito Folha preparou especialmente para você!

Por que a cobrança de juros altos?

O Crédito Pessoal é uma atividade em que bancos e demais instituições financeiras emprestam uma certa quantia de dinheiro para as pessoas físicas que não dispõem de todo o montante que necessitam e, por esse motivo, essas instituições ficam expostas ao chamado “risco de crédito”, que é a possibilidade de inadimplência.

Assim, para se resguardarem desse risco de crédito os bancos e demais instituições financeiras costumam praticar altos juros em operações de crédito pessoal, a fim de terem meios de compensar possíveis perdas de capital financeiro.

No entanto, é possível adotar algumas medidas que possibilitam diminuir os juros praticados pelo mercado financeiro e, assim, ter melhores condições no seu crédito pessoal.

Veja a seguir as principais formas de diminuir os altos juros no crédito pessoal.

Bens em garantia

Algumas pessoas podem não ter disponível naquele momento de necessidade o montante financeiro que precisam, porém, possuem outros bens (veículo, imóvel, títulos públicos, ações, etc.). Esse é um cenário muito comum em períodos de volatilidade econômica.

Dessa forma, você pode colocar bens em garantia ao celebrar um contrato de crédito pessoal, de modo que, a instituição financeira terá uma cobertura e garantia de que receberá de volta o valor disponibilizado. Por esse motivo, os bens em garantia proporcionam a negociação de uma taxa de juros mais em conta e favorável a quem precisa do crédito, o que gera um ambiente positivo a todos os envolvidos.

Ter um bom score

score é uma pontuação de cada pessoa e que está vinculada ao CPF — Cadastro de Pessoa Física de cada indivíduo. Essa pontuação diz respeito à capacidade de o indivíduo de honrar os seus compromissos financeiros. Quanto maior for o score, melhor será para conseguir um empréstimo pessoal com juros mais baixos, dado que a instituição financeira terá esse dado para analisar a propensão de exposição ao risco de crédito.

Para manter um bom score você deve evitar as sinalizações e restrições por inadimplência, abrir o seu cadastro positivo junto a alguma instituição de análise de crédito, pagar suas contas em dia e evitar o alto índice do comprometimento das suas receitas em relação as suas despesas.

Negociar a redução de juros com a antecipação de parcelas

Além do risco de crédito os juros estão diretamente atrelados ao tempo em que o tomador do empréstimo irá quitar as parcelas do crédito pessoal. Ou seja, quanto maior for o número de parcelas, maior será a taxa de juros, dado que o tomador do empréstimo ficará mais tempo com a posse do montante financeiro do credor.

Assim, negocie com a instituição financeira o abatimento dos juros na ocorrência da antecipação do pagamento das parcelas, visto que você ficará menos tempo com a posse do montante financeiro.

Após ter a certeza dessa possibilidade do abatimento de juros, realize o correto planejamento financeiro para a quitação do crédito pessoal antes do previsto, antecipando o pagamento das últimas parcelas do contrato e ter maior redução dos juros.

Dê preferência à Fintech

Fintech é uma startup que utiliza a tecnologia e o ambiente online para promover produtos financeiros, incluindo o crédito pessoal. Essa abordagem de mercado é uma excelente alternativa para reduzir os juros de um crédito pessoal, de modo que, essas empresas praticam juros mais baixos do que as instituições tradicionais.

Faça a portabilidade do seu crédito pessoal

Apesar de ser uma prática presente em nosso país há alguns anos, poucos ainda conhecem a possibilidade da portabilidade dos financiamentos e empréstimos. Isso permite que você migre a sua operação de crédito para uma instituição que tenha uma prática de juros menores do que a instituição que deu origem a essa operação.

Assim, você garante a continuidade dos pagamentos a uma taxa de juros mais justa e que esteja de acordo com os seus planos.

Ao adotar essas estratégias, certamente, você obterá êxito na tarefa de reduzir os juros envolvidos nos contratos de crédito pessoal que tem em vigência ou que possa vir a contratar.

Disponibilize o serviço de empréstimo consignado

Outra forma de conseguir a redução de juros é disponibilizar o serviço de empréstimo consignado para os seus colaboradores. Por ser uma modalidade de crédito aonde o desconto da prestação é retirado diretamente da folha, as instituições financeiras se sentem mais seguras e oferecem juros muito mais baixos e atrativos.

Quer saber mais sobre esta modalidade de crédito, acesse agora mesmo o nosso site para se informar mais a respeito e cadastre sua empresa em nossa plataforma sem qualquer custo.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.